Crônicas da Ca

Na verdade a crônica que entraria seria sobre simplicidade. Mas antes eu precisava conversar sobre outras coisas com vocês…

Eu sempre tive muitos amigos… Passei minha vida rodeada de muuuita gente…por ser filha única eu acho que buscava muito essa companhia de um irmão por aí… Aos 15 anos me prometi a um amigo muito muito próximo que seríamos irmãos… E assim somos até hoje…

Mas mesmo assim a gente sabe que no dia a dia somos filhos únicos. 

Só quem não tem um irmão para dividir sabe o peso disso. Eu digo isso pois meu pai me criou muito pro mundo sabe? A cada lágrima que eu derramava ele me mandava ser forte. Eu era meio ciumenta das minhas coisas… E com isso eu ia mudando muito todos os dias… Hoje em dia sou tão desapegada materialmente falando, mas tanto! 

Apenas materialmente…

  
Porque na verdade eu sou intensa nas minhas relações… 

Eu sou sincera demais e tudo isso é muito lindo quando eu fico falando disso mas na vida real ser assim dói. 

Tenho me deparado com muitas amigas assim… Muitos amigos assim… E eu descobri que esse mundo frio e vazio faz isso com a gente. É tanta falta de afeto que a gente acaba se deixando levar demais… E digo isso para tudo na vida. Seja nas amizades, relações familiares, relações afetivas… A gente acaba tendo uma pressa… Só que a gente esquece que a sintomia é falha…

Você está sendo sincera e intensa mas será que o outro está nesta mesma vibe?

Não. 

1- As pessoas não querem sinceridade. Elas não sabem lidar com ela. Custei a aprender mas é isso aí.

2- As pessoas não querem sua intensidade. Elas querem viver o momento e depois ver como vai ficar. 

3- Não abre seu coração. Não conte seus problemas. Na grande maioria isso não importa muita coisa não. 

4- Ninguém é igual a você. 

Fui dura? Não! Fui realista. E é isso aí!

Quer sofrer menos? Se abra menos! 

  
Mas tudo tem um outro lado. No mesmo momento que você se machuca, se magoa e se vê sozinha diante de algumas situações se você consultar seu interior vai se recordar que sempre há alguém.  

E é aí que eu queria chegar. 

Sempre vai existir alguém que adora te ouvir, te dar conselhos, te consolar… E se você for analisar essa pessoa sempre esteve ali. Mas ela é apenas isso… Um momento de paz, de acolhimento e solução. 

Todo mundo tem um número secreto na agenda que sabe que pode ligar. Ali nunca faltou afeto e solução. E podemos chamar essas pessoas de anjos. 

E é impressionante como nossos problemas ficam pequenos ou amenos perto da preocupação e atenção. Muitas vezes a gente só precisa de ouvir um “eu tô aqui”.

Eu costumo dizer que as melhores pessoas não passam hooooras ouvindo você lamuriar e que insistem em dizer “fica bem”. A melhor pessoa é aquela que faz você ficar bem. Os problemas não vão embora mas você fica forte para enfrentá-los. Ela pega o carro e vai lá seja onde você estiver pra dar uma volta, fazer você rir, ouvir boa música e fazer um lanche despretensioso…

  
A verdade é que são muitos cenários pra pouca atitude. 

Vamos abrir os olhos do nosso coração. A gente com certeza anda precisando enxergar melhor quem se importa com a gente. 

Palavras: Troque-as por atitudes. 

XO. 

One Comment

  1. Sábias palavras amiga. Os dois pontos de vista que você colocou são verdades, mas toda verdade tem outro lado, então a gente tem que aprender o equilíbrio, saber o limite entre a sinceridade e o sincericídio! ahaahah
    Sempre fui como vc, de bater o pé na porta, falar tudo que penso. Mas algumas pessoas não merecem isso, a nossa verdade é especial, temps que começar a aprender quem merece conhece-lá. <3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *